Crescimento de 1,11% Vendas do Setor Supermercadista Acumulam Alta

Vendas do Setor Supermercadista Acumulam Alta

De janeiro a setembro, as vendas do setor supermercadista acumulam alta de 1,11%, ante o mesmo período de 2016. O levantamento é do Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). Em setembro, as vendas do setor supermercadista, em valores reais – deflacionadas pelo IPCA/IBGE – avançaram 3,10% na comparação com o mês de agosto e alta de 4,58% em relação ao mesmo mês do ano de 2016. Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram alta de 3,26% em relação ao mês de agosto e, quando comparadas a setembro do ano anterior, alta de 7,25%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 4,84%. De acordo com a ABRAS, a previsão de fechamento do setor para o ano de 2017 será em torno de 1,50%.

Abrasmercado
 No mês de setembro, a cesta de produtos “Abrasmercado”, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, registrou queda de -0,42%, passando de R$ 448,45 para R$ 446,57. Entretanto, no acumulado dos últimos 12 meses, a cesta apresentou queda de -7,69%. As maiores quedas de preço no mês de setembro foram registradas em produtos como cebola (-10,56%), tomate (-9,44%), batata (-7,19%) e feijão (-5,57%). As maiores altas foram nos itens: xampu (3,44%), biscoito cream cracker (3,38%), pernil (3,04%) e cerveja (3,02%).

Regiões

Em setembro, a Região Norte foi a única que registrou alta nos preços da cesta de produtos da Abrasmercado (1,44%), passando de R$ 489,77 para R$ 496,82. A maior queda foi registrada na Região Nordeste (-1,93%), que passou de R$ 405,59 para R$ 397,75. A Região Sul fechou setembro com o valor de R$ 496,21, a Região Sudeste com R$ 426,58 e a Centro-Oeste R$ 406,36.